Blogs Unigranrio

O Mundo Globalizado

Por uma globalização mais humana.
A globalização é o estágio supremo da internacionalização. O processo de intercâmbio entre países, que marcou o desenvolvimento do capitalismo desde o período mercantil dos séculos 17 e 18, expande-se com a industrialização, ganha novas bases com a grande indústria, nos fins do século 19, e, agora, adquire mais intensidade, mais amplitude e novas feições. O mundo inteiro torna-se envolvido em todo tipo de troca: técnica, comercial, financeira, cultural.
Vivemos um novo período na história da humanidade. A base dessa verdadeira revolução é o progresso técnico, obtido em razão do desenvolvimento científico e baseado na importância obtida pela tecnologia, a chamada ciência da produção.
Todo o planeta é praticamente coberto por um único sistema técnico, tornado indispensável à produção e ao intercâmbio e fundamento do consumo, em suas novas formas.
Graças às novas técnicas, a informação pode se difundir instantaneamente por todo o planeta, e o conhecimento do que se passa em um lugar é possível em todos os pontos da Terra.
A produção globalizada e a informação globalizada permitem a emergência de um lucro em escala mundial, buscado pelas firmas globais que constituem o verdadeiro motor da atividade econômica.
Tudo isso é movido por uma concorrência superlativa entre os principais agentes econômicos — a competitividade.
Num mundo assim transformado, todos os lugares tendem a tornar-se globais, e o que acontece em qualquer ponto do ecúmeno (parte habitada da Terra) tem relação com o acontece em todos os demais.
Daí a ilusão de vivermos num mundo sem fronteiras, uma aldeia global. Na realidade, as relações chamadas globais são reservadas a um pequeno número de agentes, os grandes bancos e empresas transnacionais, alguns Estados, as grandes organizações internacionais.
Infelizmente, o estágio atual da globalização está produzindo ainda mais desigualdades. E, ao contrário do que se esperava, crescem o desemprego, a pobreza, a fome, a insegurança do cotidiano, num mundo que se fragmenta e onde se ampliam as fraturas sociais.
A droga, com sua enorme difusão, constitui um dos grandes flagelos desta época.
O mundo parece, agora, girar sem destino. É a chamada globalização perversa. Ela está sendo tanto mais perversa porque as enormes possibilidades oferecidas pelas conquistas científicas e técnicas não estão sendo adequadamente usadas.
Milton Santos. O país distorcido: o Brasil, a globalização e a cidadania.
São Paulo: Publifolha, 2002
Acima no texto, há um glossário . Clique sobre as palavras em contraste e conheça seus significados.
Você sabe quem foi Milton Santos ? Clique sobre a imagem dele abaixo e descubra:
No texto acima, o autor aponta alguns problemas ligados à globalização. Você saberia dizer que problemas são esses?
E você, o que entende por globalização ?
Deixe aqui o seu post.

1.678 comments to O Mundo Globalizado

  • André Luiz

    André Luiz – 0200525 – Artes Visuais / Licenciatura – Estágio III – prof Cintia Bonfim

    Atualmente, com a tecnologia desenvolvida, conseguimos nos comunicar instantaneamente com qualquer parte do mundo, beneficiando a troca de informações, seja ela cultural ou econômica.
    Em grande parte dos países, os ricos ficaram mais ricos, mas os salários subiram muito pouco ou quase nada.
    As gigantes corporações movidos pelo sistema capitalista instalam-se em países subdesenvolvidos, utilizam mão de obra barata para produzir produtos com baixo custo e em grande escala, gerando milhões de empregos diretos e indiretos em diversas classes sociais, o ataque publicitário midiático incentiva o consumo em massa, transformando assim a sociedade atual em uma sociedade de consumo sem precedentes.
    Sob essa perspectiva fica evidente a desigualdade social, onde nem todos tem a oportunidade de se beneficiar, classes econômicas surgem em uma hierarquização de controle, onde o mais fraco economicamente e despreparado para atuar no mercado de trabalho, trabalha para a classe superior, o objetivo sempre é o mesmo, trabalhar e consumir bens materiais, ou em casos mais extremos apenas sobreviver, ai está o grande problema, sem incentivo essa classe acaba sofrendo mais com todo esse sistema implantado.
    Creio ser exatamente essa a tônica de tal efeito globalizante: O Neoliberalismo à serviço da Globalização da pobreza…

  • Andre

    A globalização é tomada como ideologia fundamental de um plano de instrução de formação que tomará conta do planeta, que resultará na configuração de um mundo integrado e organizado no modelo de um gigantesco Estado-Nação. Quais as consequências sociais da globalização Apesar de todos os benefícios trazidos pela globalização para o mundo, há também a globalização da parte social, que não tem sido justa com as populações mais pobres do mundo. A exclusão é a conseqüência do processo global, em que poucas pessoas são privilegiadas pelas novas tendências da moda, pela inovação das marcas, pela criação da tecnologia, pela evolução dos meios de comunicação. Muitas pessoas mal sabem o que é internet. Nos próprios países desenvolvidos há um índice, mesmo que muito pequeno, de exclusão.

    ALUNO: André Luiz do Nascimento dos Santos – 6100140
    TURMA: IEN134-40 / 1 Física e IEN004-40 / 1 – Calculo III
    PROFESSOR: Jorge Kenedy
    CURSO: Engenharia Civil

  • Danieli Tavares Cardoso

    A globalização é uma peça fundamental para a economia mundial. Grandes avanços tecnológicos é igual a grande produção de dinheiro, para grande parte do mundo(capitalista) isso é indispensável.
    Turma: 4º fluxo do curso de história.
    Matrícula: 2500628
    Disciplina: Estágio I.
    Professora: Cinthia Bonfim.

  • Max Costa de Mesquita

    Aluno: Max Costa de Mesquita
    Matrícula: 5105734
    EED096-70 / 1 – Est. Sup. de Quimica Ens. Medio
    Professores: Cintia da Rocha, Edvaldo Cavalcanti

    A globalização, por ser um fenômeno espontâneo decorrente da evolução do mercado capitalista não direcionado por uma única entidade ou pessoa, possui várias linhas teóricas que tentam explicar sua origem e seu impacto no mundo atual.

  • Diego Deyvis dos S. Serafim

    A idéia de globalização além de ser utilizada por vários tipos de conhecimentos, esta também ligado aos aspectos sócio-cultural, econômica e espacial. Dessa forma passa a interligar as classes sociais, de modo z cada vez mais acabar com a questão da exclusão social. Porém, surge também o conceito de separação, divisão em relação a globalização, a partir do momento que o capitalismo é tido como privilégio econômico.
    Tornando assim as sociedades mais capitalistas, individualistas em relação ao próximo. Apesar da sua objetividade em uniformizar a cultura, acessos igualitários as transformações mundiais, encontra-se ainda um déficit dentro de sua estrutura e distribuição.
    As sociedades desfavorecidas estão sempre em busca pela igualdade, lutando a favor de uma ética social que de acordo com a constituição democrática, os direitos são iguais a todos (Já que os deveres também são). Já que não perdem a esperança de um mundo mais solidário e igualitário a todas as classes, assim fazendo-se valor o sentindo da palavra “cidadania”.

    Diego Deyvis S. Serafim // matricula: 2500632
    Curso: História – 4º período
    disciplina: estagio supervisionado I // profª: Cíntia Bomfim

  • Michele Mongin

    ALUNO: Michele de Lima Mongin – 5105490
    PROFESSOR: Cintia Bomfim
    CURSO: Licenciatura em Química

    A intenção da globalização, inicialmente, era melhorar o desenvolvimento econômico e tecnológico dos países, porém isso não favoreceu a toda população, pois a cultura foi desvalorizada, cresceu a exploração de mão de obra barata, causou diversos impactos ambientais, aumentou de forma significativa a desigualdade social, entre outros.
    A globalização não funciona bem para países desestruturados. O Brasil, por exemplo, tem um governo mal administrado, muitas vezes não está preparado para combater a concorrência externa.
    De forma geral a globalização é de suma importância, porém cabe a cada sociedade defender seus interesses e se estruturar adequadamente.

  • Vangler Jesus do Nascimento

    Estudante do Curso de Licenciatura em História
    4º Periodo
    Disciplina: Geo-História
    Professora: Andrea Cristina

    Globalização é a união que ocorre entre os países e as pessoas, aonde marcou o desenvolvimento do capitalismo e a expansão na industrialização. Ela veio com o objetivo de que todos os países podessem compartilhar de um mesmo ideal e assim facilitar em todo tipo de troca que viesse ocorrer entre eles, porem não é bem isso que acontece, já que ela possui os seus pontos positivos e negativos. Infelizmente esse tema e os seus benefícios não chegam a todas as pessoas e isso fica bem claro no texto, já que o autor destacou que as relações chamadas globais são reservadas a um pequeno número de agentes, os grandes bancos e empresas transnacionais, alguns Estados, as grandes organizações internacionais, resumindo quem possui poder aquisitivo. Aqueles que não possuem o poder aquisitivo observam o crescimento do desemprego, a pobreza, a fome, a insegurança de estar em um mundo egoísta e que apenas os que possuem dinheiro que tem a vez. A globalização deveria ser algo bom para todos e não ganhar o apelido de perversa, ela simplesmente deveria ser igualitária e poder melhora tudo a sua volta e de preferência para todos.

  • Juan dos Santos Rodrigues Cruz

    A globalização é um fenômeno social que ocorre em escala global. Esse processo consiste em uma integração em caráter econômico, social, cultural e político entre diferentes países.

    A globalização é oriunda de evoluções ocorridas, principalmente, nos meios de transportes e nas telecomunicações, fazendo com que o mundo “encurtasse” as distâncias. No passado, para a realização de uma viagem entre dois continentes eram necessárias cerca de quatro semanas, hoje esse tempo diminuiu drasticamente. Um fato ocorrido na Europa chegava ao conhecimento dos brasileiros 60 dias depois, hoje a notícia é divulgada em tempo real.

  • Joycelaine Izaias

    Curso de Licenciatura em História
    Disciplina: Geo-História
    Professora: Andrea Cristina

    A globalização tem contribuido de forma positiva em vários segmentos do mundo,vem ajudando no desenvolvimento,tecnologia,comunicação,melhorando relações comerciais,expandindo horizontes,hoje podemos dizer que temos um mundo globalizado onde a informação gira em torno de tudo.Não podendo também esqueçer do lado negativo deste nosso mundo globalizado,que tem contribuido para a desvalorização de empregos,diminuindo a expectativa de vida das classes menos favorecidas,com a facilidade das informações e avanços do serviços ,a “MÃO DE OBRA” humana tem sido dispensável causando crises em diversos setores .Neste mundo tão avançado os mais favorecido são os de maior poder aquisitivo que exlploram esta tal “globalização” que vivemos hoje.

  • Francine Cristina

    Francine Cristina, 5 período de história
    Professora: Andréa Queiroz

    A globalização é pautada pela tirania da informação, no qual todas as informações são manipuladas pela mídia, levando a grande massa acreditar que todo esse processo está voltado para uma cultura econômica e política unificada. Vale lembrar que a grande mídia é a base da informação nesse processo histórico, com isso, ela tenta gerar oportunidades para alavancar o mercado consumidor, de um mundo cada vez mais capitalista e individualista.

  • Francine Cristina

    A globalização está se tornando cada vez mais perversa. Ela, com todo o seu capitalismo exagerado, vem intensificando a desigualdade social, onde cada vez mais, o poder vem se concentrando nas mãos de uma pequena parcela da humanidade, enquanto um número cada vez maior, está sofrendo com a falta de emprego, educação de qualidade e habitação. Isso faz com que o mundo vivencie um aumento assustador da pobreza e da miséria, levando ao homem a um individualismo por querer brigar por melhores condições de vida.

  • Francine Cristina

    A globalização tem um caráter puramente destrutivo. Ela promove uma competitividade entre as grandes multinacionais, estabelecendo uma luta que acaba destruindo a economia dos países subdesenvolvidos. O domínio de grandes territórios capitalistas sobre esses locais, gera um desconforto econômico e social. A globalização visa uma unificação mundial, propondo uma dominação capitalista sobre regiões que possuem uma economia inferior em relação as grandes potências econômicas com os Estados Unidos.

  • Samara Araujo

    Acadêmica : Samara Araujo
    Curso: Estética e cosmética – Campus I Duque de caxias – Quarta manhã
    Matricula : 0101033

    Globalização : Vc acorda e vai direto assistir, sua tv é thoshiba, por exemplo. Vc pega seu carro da Volkswagen e vai locar o filme, Piratas do Caribe, produzido pela, Walt disney. A noite vc sai com os amigos para lanchar um produto da Mc Donald acompanhado com uma coca-cola.
    Observe, que você usa uma televisão que é de uma empresa japonesa, um carro de uma empresa alemã, filme, lanche, que é do Estados Unidos. Embora esses produtos sejam fabricados no Brasil, eles são de multi-nacionais que se instalam aqui.
    Do mesmo jeito que consumimos produtos de fora, eles também consomem produtos nossos, só que em menores quantidades e valia.
    Esse acesso que temos aos produtos de outros países e eles aos nossos, recebe o nome de GLOBALIZAÇÃO.
    Disso tudo nasce a frase: Vivemos em um mundo globalizado.

  • A Globalização conduzida pelo mundo cada vez mais capitalista e consumista, nos mostra um futuro perverso para os menos favorecidos, onde muitos dos continentes de primeiro mundo estão tornando-se cada vez mais privativos, o consumismo exagerado; o desiquilíbrio na distribuição dos recursos naturais; a desigualdade social são apenas reflexos desse processo mercantil. As mercadorias não são apenas: Técnica, comercial, financeira e cultural; barreiras mundiais foram quebradas, o bem estar comum já não importa mais, o consumismo exagerado para quem já tem muito se iguala a linha de pobreza e desemprego para os menos favorecidos, ou seja, quanto mais se consome da pequena parte privilegiada menos se tem da grande parte menos favorecida. Fechamos nossos olhos para a realidade que se prossegue atualmente, isso nos faz perceber que ao contrário do que esperávamos; mesmo com avanços científicos e tecnológicos a linha da miséria só faz crescer cada vez mais, aumentando também a competitividade entre os menos favorecidos na busca de um emprego ou meios para se sustentar e a diminuição na questão da qualidade de vida. Recursos naturais encarados como meio de lucro máximo e não um bem comum pelas grandes multinacionais nos leva a crer que o que podemos fazer para mudar isso deve ser feito agora! Ou então estaremos no fazendo uma simples pergunta – Globalização será que é para todos?
    Josiane Cristina O. de barros
    2º Período Noite
    Estética e Cosmetologia
    Professor : Rodrigo ( Massoterapia)

  • Universidade Unigranrio
    Aluna: Elen Cristina Santana de Almeida 0101497
    Prof. : Rodrigo Gonçalves.
    Estética e Cosmética (1° período noite)

    Globalização e Políticas de Inclusão.

    Em um mundo globalizado, que cria padrões homogêneos de comportamento, como conviver e respeitar as diferenças e manter o reconhecimento das identidades particulares?

    A Globalização e muito complexa e trás consigo diversas transformações, nós como cidadãos devemos não só aceitar mais utilizar a diversidade para o nosso próprio crescimento vivemos em um mundo de diferentes culturas e precisamos ver o diferente com outros olhos ,pois não devemos ter a pretensão de querer que todos sejam iguais, ou com valores e gostos semelhantes ou que nossos costumes ou culturas sejam melhores ou superiores.
    O movimento negro é o mais longo da história do Brasil, identidade não é pré-existente a nenhum sujeito ou grupo social. Ela se constrói e se mobiliza nas interações, seja de gênero, raça ou étnica.
    Precisamos manter nossa identidade cultural e sim concordo com o Dr. José Geraldo temos que conhecer o nosso próprio Brasil.

  • Carolina Martins de Oliveira

    A globalização é um ato capitalista, que visa interesses econômicos, pela sua expansão mundial e intercambio de produtos e informações a todo momento. Com o desenvolvimento científico e produtivo a todo vapor, buscando sempre mais a produção em larga escala dos mesmos, tornando-se um único sistema de incentivo ao consumo e um motor da atividade econômica mundial, que também incentiva a competitividade em todos os ramos da economia. Porém positivamente as informações são repassadas instantaneamente por todo o mundo facilitando a comunicação entre setores importantes como a saúde e educação, tendo a impressão de não termos fronteiras para a tecnologia atual, sendo alcançada em todo o planeta. Porém o indivíduo que não tem o acesso a tal globalização tende a ser excluído socialmente, alimentando ainda mais a desigualdade social, que já se encontra em um estágio cada vez mais alarmante, abrindo espaço assim às drogas e consequências de uma sociedade economicamente prejudicada, que nos dá a impressão de prejuízo, pois todas essas informações deveriam ser positivas, e suas possibilidades não são distribuídas a todos os níveis da sociedade, não adequadamente utilizadas a favor da intenção de se formar uma sociedade melhor.
    Carolina Martins
    Disciplina: Massoterapia
    Professora Rodrigo Gonçalves
    Estética e Cosmética – 2ºperíodo- Noite

  • Fernanda P. P. Franco – Mat. 0101475
    Disciplina: Massoterapia
    Professor: Rodrigo Gonçalves
    Estética e Cosmética – 2periodo – Noite

  • Fernanda Pereira P. Franco
    Mat.: 0101475 – 2periodo – noite
    Prof.: Rodrigo Gonçalves
    Materia: Massoterapia
    Estetica e Cosmetica

    A globalização é algo que está presente em todo o mundo hoje em dia, isso não se pode negar. A mesma teve o seu auge principalmente com os diversos avanços tecnológicos que proporcionaram melhorias no meio de comunicação, esse foi um dos aspectos para que a globalização se desenvolvesse, acabou se tornando no que é hoje.
    As inovações tecnológicas, principalmente nas telecomunicações e na informática, promoveram o processo de globalização. A partir da rede de telecomunicação (telefonia fixa e móvel, internet, televisão, aparelho de fax, entre outros) foi possível a difusão de informações entre as empresas e instituições financeiras, ligando os mercados do mundo.
    O Brasil e a sua inserção na Globalização. Que hoje em dia se beneficia e também sofre com as desvantagens da globalização mundial que atingiu o país. Saiba que a mesma pode oferecer diversos benefícios tanto a cultura brasileira como a nossa economia, mais em contraste a globalização sempre causa algo de desvantagem em qualquer que seja o aspecto citado.
    Mas de repente podemos citar, que a GLOBALIZAÇÃO, é um mal necessário e que não conseguimos mais viver sem ele.

  • Zildilaine Gonçalves

    Aluna: Zildilaine Gonçalves
    Mat.:0101468 – 2º periodo – noite
    Prof.: Rodrigo Gonçalves – Materia: Massoterapia

    As inovações nas áreas das Telecomunicações e da Informática (especialmente com a Internet) foram determinantes para a construção de um mundo globalizado.
    O impacto exercido pela globalização no mercado de trabalho, no comércio internacional, na liberdade de movimentação e na qualidade de vida da população varia a intensidade de acordo com o nível de desenvolvimento das nações.
    O crime também tem passado pelo processo de globalização, assim com a economia. Nos dias de hoje, obstáculos, distâncias e fronteiras não têm a mesma força, por influência da globalização e os avanços tecnológicos que ela trouxe, tornando mais fácil a movimentação de pessoas, de informação e de capitais.
    Por outro lado, uma das maiores desvantagens da globalização é a concentração da riqueza. A maior parte do dinheiro fica nos países mais desenvolvidos e apenas 25% dos investimentos internacionais vão para as nações em desenvolvimento, o que faz disparar número de pessoas que vivem em extrema pobreza. com menos de 1 dólar por dia. Alguns economistas afirmam que nas últimas décadas, a globalização e a revolução tecnológica e científica (que são responsáveis pela automação da produção) são as principais causas do aumento do desemprego.

  • Roseane Alves

    A globalização está crescendo a cada dia entre a sociedade, para muitos ainda não é uma realidade, mais é o que está acontecendo no mundo. A globalização tem um efeito positivo em relação a informação tecnológica, porém não é positivo para algumas pessoas.
    25/02/2014
    Aluna = Roseane Alves
    Curso = Estética e Cosmética
    Prof: Antonio Carlos
    Turma = IBC 247-20/1

  • Roseani Alves

    A globalização está crescendo a cada dia entre a sociedade, para muitos ainda não é uma realidade, mais é o que está acontecendo no mundo. A globalização tem um efeito positivo em relação a informação tecnológica, porém não é positivo para algumas pessoas.
    25/02/2014
    Aluna = Roseani Alves
    Curso = Estética e Cosmética
    Prof = Antonio Carlos
    Turma = IBC 247-20/1

  • jorge

    A globalização é uma consequência do capitalismo. Necessário, pois, as grandes navegações(expansão) não teriam o sentido de existir. O maior problema é que estamos conectados, sabemos o que está acontecendo, mas, infelizmente o poder de decisão está nas mãos de poucos(Bancos, empresas,e instituições privadas de alta tecnologia). No meu ponto de vista, o capitalismo é selvagem, e, a globalização foi mais uma maneira de sua desenfreada expansão e objetivo: AUMENTAR OS LUCROS. Toda vez que ler globalização, entenda-se: UMA MANEIRA A MAIS DE OBTER LUCROS EM LUGAR ANTERIORMENTE INACESSÍVEL.

  • Tarsila Lopes

    Aluna: Tarsila de Melo Lopes Loureiro
    Prof: Antonio Carlos
    Curso: Nutrição / Noite
    1° período.
    Apos a Guerra Fria, o capitalismo se instaurou na maioria dos países, e com essa integração econômica, facilitou-se também a amplitude de outros tipos de trocas, nascendo assim o termo ” globalização”. É impossível negar as benfeitorias da globalização. Como por exemplo a facilidade da comunicação e a rapidez que as informações são geradas. Porem, tambem traz a segregação social, econômica e cultural. Pois tem países que não tem a estrutura de caminhar tão rapidamente, como países desenvolvidos, para proporcionar todos os benefícios que uma globalização estabilizadas pode trazer a seu povo.

  • A globalização de suas várias formas, comercial, financeira, produtiva e tecnológica, como um feito irreversível traz muitos efeitos ao redor do mundo, tanto positivos como também negativos. Sendo a globalização um fenômeno capitalista, onde afetas todas as áreas da sociedade, porém como um efeito positivo a globalização fez com que as pessoas tivessem mais acesso a tecnologia, a informação, o que nos faz pensar que vivemos em um mundo sem fronteiras, porém não é bem assim, infelizmente isso não é para todos, ainda há uma parcela da população que não tem acesso. Assim a globalização gera ainda mais desigualdades sociais. Em um país que aumenta o número de desemprego, a pobreza, a fome…
    Hoje em dia praticamente todos tem acesso a televisão, e esse meio de comunicação, que para a população é legal, meio de distração, esse meio pode trazer ainda mais desigualdades e vontade de consumismo da população, devido as comerciais de produtos que aumenta a vontade de querer o que está passando na TV.
    Por tudo isso, podemos ver que a globalização tem um efeito positivo em relação a informação, tecnologia, porém não é positivo para algumas pessoas, visto que o capitalismo é um ponto da globalização o que gera mais desigualdades sociais.

    Aluna: Danielle Lima do Nascimento – 0101430
    Estética e cosmética / Noite
    Prof° Lina
    3° Período

  • Carolina Martins

    Há uma grande variedade de produtos fabricados por empresas estrangeiras, que hoje fazem parte do nosso consumo. E isso vem acontecendo neste último século.Cada vez mais os empresários se atualizam e buscam a modernização em sua empresas buscando novas tecnologias que visam facilitar o consumo em todo o mundo.
    A cada novidade criada, a propaganda entra em ação para melhor divulgar esse produto. E isso enche os olhos do consumidor final, todos nós. E como a propaganda atinge os mais longínquos lugares, cada vez mais cresce esse consumo. Portanto a mídia é mais uma vez, a peça fundamental para a globalização do mundo.

    Carolina Martins de Oliveira – 0101418
    Imagem pessoal – Monique Maron
    Curso: Estética e cosmetologia – 3º período – noite

  • Jandiara Machado Espíndola

    A globalização é um fenômeno mundial, que as sociedades capitalistas fazem parte. Nestas sociedades econômicas existem desafios para conquistarmos novos mercados em busca da maior lucratividade, para tanto, temos que associar tal busca ao aprimoramento tecnológico e mecanismos de comunicação sempre constantes.

    Turma: Logística
    Matéria: TAI 1
    Professor: Joaquim
    Campus: Penha
    Matrícula: 1101873

  • Daí vem a pergunta:
    Por que podemos dizer que vivemos em mundo globalizado?
    R: Porque estamos vivendo em um mundo marcado pela intensificação das relações sociais mundiais tecnológicos que afetam mundialmente, a economia, a política e as sociedades.

  • Bianca Adelino

    Professora: Monique Maron
    Disciplina: Drenagem linfática manual
    Turma: 3º período/ manhã

    A globalização é um fenômeno social que ocorre em escala global. Esse processo consiste em uma integração em caráter econômico, social, cultural e político entre diferentes países.
    A integração mundial decorrente do processo de globalização ocorreu em razão de dois fatores: as inovações tecnológicas e o incremento no fluxo comercial mundial.

Leave a Reply

 

 

 

You can use these HTML tags

<a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>